Lê, saúde, saudade.

Lembrei de um amigo de longa data, conheci aos 13 anos, muito antes de toda essa bagunça existencial, muito antes de qualquer mudança expressiva. Ele era incrível, um amor de pessoa, doce, gentil, tinha uma voz incrível... Ele era tão diferente. Na época eu não tinha muita noção das coisas, queria ser aceita, queria ser … Continuar a ler Lê, saúde, saudade.

Anúncios

Jogar pra perder? Não é comigo!

Posso sentir saudades de sentir e mesmo assim preferir ficar só? Posso romantizar tudo, sonhar com meu próprio conto de fadas e simplesmente acreditar que pode acontecer comigo também? Posso me negar a receber menos do que mereço, a viver menos do que desejo, posso decidir esperar? Qual é o problema da espera afinal? Porquê … Continuar a ler Jogar pra perder? Não é comigo!