17/12/2015

Eu acho que já tem um post aqui com essa data, não me recordo exatamente, me marcou bastante, doído, sofrido, difícil mas não insuperável. Dois anos depois vivendo uma realidade que eu não imaginava poder alcançar, recebendo uma segunda chance que não sabia que existia, e certa de que estou onde deveria estar eu só … Continuar a ler 17/12/2015

Anúncios

Gratitud

Sempre haverá algo, alguém, alguma forma. Sempre haverá alguma lembrança, algum resquício, alguma recordação. Mesmo que a gente se iluda pra caramba achando que pode esquecer as coisas, a gente acha que o problema é lembrar... mas não é. A gente acha que pode apagar, mas não pode. Aquela sensação que a gente tem de … Continuar a ler Gratitud

Transborde

Estava pensando comigo mesma, faz tempo que não sinto nada, absolutamente nada, nem mesmo um frizon de romance. Não lembro o que é sentir dor de barriga ao encontrar a pessoa, e acho que estou mais blindada do que costumava ser quando era jovem. Uma coisa que eu conclui esses dias é que estou amando … Continuar a ler Transborde

Âncora, mar, barco. Maré calma nunca fez bom marinheiro.

No início o post era mais profundo, menos coisa de adolescente perdida, vou tentar voltar as origens. Ainda estou perdida, mas vou falar mais sobre sensações e tentar fazer com que entendam. As vezes me sinto perdida e tenho medo. Sinto um vazio no peito... um buraco oco, frio e escuro. Sonho com ele as … Continuar a ler Âncora, mar, barco. Maré calma nunca fez bom marinheiro.