A casa de vidro

Eu limpei meu coração todinho depois da última devastação que teve. Destruiram tudo sabe? E eu fui ali, limpando pedacinho por pedacinho. Tirando os cacos, os móveis estragados, o pó, a sujeira. Não tinha nada ali pra ser reutilizado, foi tudo pro lixo. As vezes tinha gente que queria fazer visita, mas eu logo falava… hoje não, aqui tá uma bagunça. Teve gente que se ofereceu pra ajudar a limpar, mas quando entrou fez mais bagunça que limpeza. Ai eu parei de ouvir a campainha e me dediquei só no trabalho pesado… e que trabalho. Terminei e fui pra fora, pra esperar o novo inquilino… torcendo pra ser melhor que o último. Mas por mais que fosse o mais belo e aconchegante dos lares… o caminho pra chegar até ele era difícil, ninguém se dispôs a enfrentar os perigos… e eu, cansei de esperar. Entrei e tranquei a porta. Já acostumei a ser sozinha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s