Lágrimas embaçam a vista.

É como estar vagando depois de ser expulso de casa. Como finalmente ter encontrado um lar e perdido. Como um vale de sombras e morte, um inverno que parece não ter fim. Como um vazio que parece que ninguém preenche, uma saudade que ninguém apaga. Como se um ente querido tivesse morrido… e de fato morreu.

As vezes viver na inércia, esperando o próximo acontecimento com tanta força,esperando ansiosamente o dia que vai parar de sentir. Sonhar com um futuro que parece tão incerto e tão distante que não se sabe nem se deve sonhar. Lamentar tudo e brigar consigo por lamentar. Todos os dias lutar para ver o melhor lado de tudo… dizem que sempre tem mas as vezes as lagrimas embaçam a vista.

Ouvir musicas e lembrar de recordações… voltar em velhos posts de velhos blogs e ler … promessas que não se cumpriram, planos que se desfizeram, amor que sumiu… se é que amor some. Se sumiu não era amor. Ver fotos atuais com um falso sorriso, uma falsa alegria, um falso momento, metade de você sofrendo e a outra tentando lidar com tudo.

Achar que nunca ninguém vai te amar, que nunca ninguém vai te entender que você nunca vai ser suficiente para alguém querer permanecer do seu lado. Procurar o melhor lado de tudo… mas as vezes as làgrimas embaçam a vista.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s