A maior é o amor.

amor pra recomeçar

 

Eu aparento uma força que não tenho. Uma vontade de viver, uma resolução, uma coisa de mulher forte, que não sou.

Sou flor, flor que murcha, que seca, que chora, que sente. Sente tudo. Sente ódio, sente saudades, sente amor, tristeza, remorso, raiva… Dor. Sente muita dor. E cada curioso que pergunta… E fulano? Fulano… Terminou, acabou, foi. E ai volta tudo essa bosta de lágrimas e choros solitários escondidos no banheiro pra ninguém perceber.

A vida é exigente comigo, vou te contar, quando eu acho que passou… A coisa da uma reviravolta e RI da minha cara. Não foi dessa vez. Tento pensar positivo, tendo ser good vibes, tenho muito medo de cair na bad do passado… Medo de cair feio. Pra quem não sabe tive depressão. Tem uns registros aqui… Sumidos. E eu sou medrosa, tenho medo de mim.

Então o que a gente aprende disso tudo? Que tem a dor do abandono, da frustração, da saudade, do amor não correspondido e do medo. Medo de se ferir… Sozinho. De se fazer mal. Medo de se auto sabotar. Tenho que ter paciência comigo. Fé, esperança e amor… Dentre elas a maior é o amor. Me amar é a tarefa, a missão.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s